Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \30\UTC 2010

Ilustração da série É dia, Maria

Ela começa o papo com Verve e logo faz um statement: “Faço desenhos e não ilustrações”. A diferença é que o segundo está a serviço de um texto e o primeiro é livre, o que não significa que não possa ser inspirado em um texto.

Ana Teixeira como a maioria dos artistas contemporâneos  já percorreu várias linguagens. Tudo em função do conceito da obra – que passa a ser mais importante do que a estética depois dos questionamentos de Duchamp. “Hoje a mídia está a serviço da ideia…as vezes preciso mandar alguém quebrar um mármore, por exemplo, e isso não significa que a obra não seja minha. O papel do artista é concretizar visualmente (ou não) um conceito.”

Elea caminhou pelas ruas do mundo oferecendo novas identidades com frases como Não sei de mim; Ainda tenho tempo; Falo mentiras; Tenho sonhos; Amo e não basta. Quase foi presa. Na Alemanha, sentou na rua e começou a tricotar com uma placa ao lado dizendo que estava ali para escutar histórias de amor. E fez um curta, exposto da conceituada Galeria Vermelho, a partir da ação Troco sonhos: ela escutava o sonho das pessoas e oferecia o doce português.

Ela também já fez objetos e fotografa. Anda por aí com um caderninho na mão para anotar idéias e frases que podem render uma nova obra. Agora, garante que passa por uma em uma fase mais intimista centrada em seus desenhos no ateliê.

A série Nós os vivos, foi inspirada no filme Vocês, os Vivos, do sueco Roy Andersson e os desenhos da coleção Dormentes, feita a partir de fotografias que ela tirava de pessoas dormindo nas ruas da Europa, encanta justamente por ter um olhar delicado compondo desenho e vazio, que para a artista pode dizer mais do que o traço em sim. Uma poética delicada que faz pensar.

Ana expõe até o final de janeiro Não mais, mas ainda na Galeria Baró.

Não perca!

Read Full Post »

Preparadas para o ano novo? Branco, branco, branco. A boa notícia é que a tradicional cor da virada veio para ficar e, como mostram os desfiles internacionais, vai ser também a cor deste verão. E como ficar elegante? Para fugir do bege óbvio, aposte em lingerie de cores avermelhadas e rosadas.

Aqui, Verve seleciona conjuntos lindos que já estão nas lojas para aproveitar a vibe branco total.

verve

 

Abaixo, selecionamos 10 looks para você se inspirar no dia 31.

E que venha 2011!

Alexander Wang

Bottega Veneta

Carolina Herrera

Celine

Chanel

Chloé

Chloé

Salvatore Ferragamo

Salvatore Ferragamo

Jil Sander

Proenza Schouler

Valentino

 

Read Full Post »

Verve curte: Tetro

Está de bobeira nessa semaninha entre natal e ano novo? Verve recomenda o mais novo filme de Francis Coppola. Para quem (ainda) não conhece, o cineasta ficou conhecido pela série de O poderoso chefão, mas fez inúmeros outros filmes primorosos como Vidas sem rumo e Apocalypse Now.

No cinemas, Tetro conta o drama de uma família separada de forma poética e estética de tirar o chapéu! Simplesmente lindo. Não perca.

 


 

Read Full Post »

Nas lojas: conjunto verde de renda

Já escolheu o presente do natal? Que tal pedir esse conjunto verde esmeralda lin-do que acaba de chegar na loja?

Sugestão: é sempre bom ter algumas opções de calcinha para cada sutiã, ne? Então, vá de estampas com aviamento no mesmo tom de verde. 🙂

Read Full Post »

 

Já ouviu falar na Marina Perez Simão? A moça nasceu em BH, mas já é quase uma francesinha. Verve curte super suas pinturas e a delicadeza de seu olhar. A primeira vez que vimos seu trabalho foi  na Galeria Mendes Wood em São Paulo, depois ela fez uma parceria super bacana com a Isabela Capeto ( que a gente ama) e desenhou os looks da coleção para catálogo e campanha. Conversamos com ela e…dito e feito: amor eterno!

Na sua série com pombos (abaixo) ela usa a transparência do papel para registrar a fragilidade e o contraste entre a figura esmaecida e o pombo mais pesado e denso. “O pássaro tem os dois lados, é uma figura nociva e, ao mesmo tempo, pacifica. São os pombos que definem o cenário e propõem formas.” – conta a artista.

 

Ela diz também que assim como em seus desenhos, gosta de propor gestos banais e as vezes até repetitivos que acabam se esvaziando do contexto e instigando uma nova percepção. A regra vale também para suas performances e vídeos. Vale ficar de olho nela!

A série na cama abaixo também é muito poética e tem tudo a ver com a Verve. Parabéns, Mari.

 

 

Read Full Post »

Lost art é um coletivo de arte brasileiro que Verve procura conferir sempre…vira e mexe, esbarramos em uma imagem que faz suspirar. Hoje, deixamos com você a delicadeza de algumas fotos da série La danse du chaos – inspirada em nada mais nada menos que Nietzsche: “You need chaos in your soul to give birth to a dancing star”

 

 

 

Para ver a série completa visite o site: http://www.lost.art.br/ladanseduchaos.htm

Read Full Post »

Verve curte: macacão de seda

Trussardi 1911

A peça mais vista nas passarelas há algumas temporadas é (inegavelmente) o macacão. De D&G a Celine – todos andam investindo na peça que, para Milan Vukmirovic, estilista da Trussardi 1911, é uma versão mais cool entre um vestido longo e um smoking.

Verve entrou na onda e fez uma opção bem bacana para você: nas lojas, o macacão marinho é  sucesso.

Verve

Abaixo algumas opções para se inspirar.

Celine

Gucci

Hakaan

Marc Jacobs


Dica: para a noite, aposte na seda e adicione um belo salto. Easy and cool.

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: